Ucrânia: Sobe para 18 número de mortos em confrontos

Confrontos ocorridos nesta terça-feira na capital da Ucrânia, Kiev, deixaram pelo menos 18 mortos, dos quais 11 civis e sete policiais, informaram autoridades locais.

AE, Agência Estado

18 de fevereiro de 2014 | 20h12

O governo fechou estações de metrô no centro da capital e prometeu restaurar a ordem. Depois de darem um ultimato para que os confrontos cessassem até as 18h locais, as forças de segurança da Ucrânia entraram no acampamento permanente de protesto contra o governo na Praça Independência, na região central de Kiev.

O líder oposicionista Vitali Klitschko conclamou os manifestantes a defenderem o acampamento. Os policiais usaram canhões d''água e bombas de efeito moral contra os manifestantes, que reagiram com paus, pedras e bombas incendiárias. Minutos depois, grande parte do acampamento era consumido pelas chamas.

A violência de hoje diminuiu as expectativas para uma solução iminente da crise política na Ucrânia. Foi o pior episódio de violência das últimas semanas. A polícia usou balas de borracha e granadas de efeito moral contra milhares de manifestantes que tentavam chegar ao Parlamento. Dezenas de pessoas, entre civis e policiais, ficaram feridas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
UCRÂNIAPOLÍTICAPROTESTOSATUALIZA 3

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.