Ucranianos fazem protestos contra acordo com Rússia

Milhares de ucranianos participavam neste sábado de uma manifestação em frente ao Parlamento para protestarem contra um acordo que permitirá que a Rússia mantenha a sua Marinha na Ucrânia por mais 25 anos. O ex-primeiro-ministro Yulia Tymoshenko afirmou, durante o protesto, que todas as forças de oposição devem se unir para resistirem ao acordo assinado no início desta semana.

AE-AP, Agência Estado

24 de abril de 2010 | 09h56

A Rússia conseguiu da Ucrânia a prorrogação da estadia da esquadra do Mar Negro da Marinha russa em Sevastopol por 25 anos a partir de 2017, ano em que expira o acordo vigente.

O acordo é o primeiro sinal concreto que de que o recém-eleito presidente Viktor Yanukovych vai redirecionar a Ucrânia de volta para a órbita russa, revertendo as tentativas de seus predecessores de aproximação com os governos ocidentais para se distanciarem da influência de Moscou. A Rússia recompensou Yanukovych ao dar à ex-República soviética descontos significativos de 20% para o fornecimento de gás natural do qual dependem as indústrias ucranianas.

Tymoshenko e outros líderes opositores afirmaram que o acordo equivale à cessão de controle do território da nação.

Tudo o que sabemos sobre:
Rússiaprotestoucranianos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.