Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

UE alerta Reino Unido sobre acordo aéreo com EUA

A União Européia (UE) alertou o Reino Unido sobre seus acordos bilaterais com os EUA, com vistas para abrirem os mercados de suas companhias aéreas. A comissão da UE teme que esse tipo de transação mine seus esforços no sentido de garantir um acordo "open skies" (céu aberto) entre os EUA e os 15 países-membros da UE. Loyola de Palacio, comissário de transportes da UE, alertou em Londres que uma decisão do Tribunal de Justiça da Europa deverá sair até o final do ano, considerando ilegal esses acordos bilaterais. Gilles Gantelet, porta-voz de De Palacio, disse que o comissário escreveu para Jack Straw, secretário do Exterior do Reino Unido, afirmando que acordos bilaterais por parte do Reino Unido enfraquecerão a habilidade de a UE negociar um acordo com os EUA. "Quanto mais acordos bilaterais existirem, fica mais difícil negociar com os EUA", afirma ele.Segundo o atual sistema, as companhias aéreas norte-americanas podem voar para os países europeus de quaisquer pontos dos EUA, porém as operadoras européias podem voar para os EUA, apenas a partir de seus próprios países. A UE argumenta que a negociação em nome dos 15 países-membros conseguirá um melhor acordo para as companhias européias, assegurando direitos de operar em rotas domésticas dentro dos EUA. Além disso, a UE argumenta que mantendo-se um mercado europeu fragmentado, o atual sistema dificulta a fusão das companhias européias, enquanto o setor aéreo dos EUA se consolida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.