UE ameaça sanções à Rússia por impasse na Crimeia

A União Europeia ameaçou congelar a liberação de vistos e as negociações de cooperação econômica, além de boicotar a cúpula do G-8 em Sochi, na Rússia, se Moscou não encontrar uma solução para o impasse na península ucraniana da Crimeia até quinta-feira.

AE, Agência Estado

03 de março de 2014 | 16h09

O ministro francês das Relações Exteriores, Laurent Fabius, disse que o prazo oferecido pela UE para a Rússia mostrar sinais claros de boa vontade, incluindo a disposição de abrir negociações e o recuo das tropas russas na Crimeia, se estenderia até a reunião de emergência de líderes do bloco, que será realizada na quinta-feira.

Caso essa medidas não sejam adotadas pela Rússia, Fabius disse que a UE começará a implementar medidas punitivas.

O presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, convocou a cúpula de emergência nesta segunda-feira, após os ministros das Relações Exteriores do bloco encerrarem suas discussões. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniauerússiacrimeia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.