UE avisa Ashcroft que não extraditará suspeitos de terrorismo

Na véspera de sua visita à Europa, osecretário de Justiça americano, John Ashcroft, foi advertidohoje de que a União Européia não modificará sua política deproibir a extradição de suspeitos de terrorismo para países queapliquem a pena de morte. "A convenção européia de direitos humanos não é negociável.Isso significa que nenhum país da UE extraditará suspeitos aosEstados Unidos" caso exista o risco de que se aplique a penacapital, disse o ministro da Justiça da Dinamarca, LeneEspersen. Os ministros da Justiça e do Interior da União Européia seencontrarão amanhã, em Copenhague, para uma reunião de doisdias. O encontro de Ashcroft com os 15 ministros da UE será umaocasião para mostrar uma posição unificada contra o terrorismointernacional. A cooperação entre os EUA e a UE melhorou muito depois doatentados de 11 de setembro em Washington e Nova York, maspermanecem diferenças sobre uma série de assuntos judiciais e dedireitos civis. Além de se negar a extraditar suspeitos aos EUA em caso depena capital, alguns países da UE se recusam, inclusive, afornecer informações sobre suspeitos caso estas possam conduzira uma condenação à morte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.