UE concede ? 30 milhões para ajudar refugiados na Itália

O líder da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, anunciou durante uma visita a ilha de Lampedusa que a Itália receberá um valor adicional de 30 milhões de euros de fundos da União Europeia para ajudar na questão dos refugiados. A medida foi tomada depois que o naufrágio de uma navio de imigrantes, na semana passada, matou pelo menos 275 pessoas.

AE, Agência Estado

09 de outubro de 2013 | 08h57

Barroso também prometeu trabalhar "incansavelmente" por uma ampla política de asilo na UE e intensificar os trabalhos da agência de patrulha de fronteiras Frontex para evitar outras tragédias semelhantes.

Ele visitou Lampedusa com o primeiro-ministro italiano, Enrico Letta, que anunciou que as vítimas do naufrágio receberão um funeral de Estado.

Alguns moradores da ilha gritavam "Vergonha!" quando eles chegaram. Os residentes se queixam há muito tempo de que foram esquecidos pela Itália e pela União Europeia. Segundo os moradores, eles foram deixados para trás e tiveram de lidar sozinhos com os milhares de migrantes que chegam a cada ano. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
itálianaufrágioajuda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.