UE condena detenção do presidente do Parlamento da ANP por Israel

O presidente do Parlamento Europeu, Josep Borrell, considerou neste domingo "inaceitável" a detenção do presidente do Conselho Legislativo Palestino (Parlamento), Aziz Dweik, por forças israelenses e pediu sua libertação imediata."Condeno firmemente este novo ato cometido contra o Conselho Legislativo Palestino. A detenção do presidente Dweik é totalmente inaceitável", afirmou Borrell em comunicado. "Em nome do Parlamento Europeu, peço às autoridades israelenses a libertação imediata do presidente Dweik", acrescentou.Efetivos dos serviços secretos israelenses, apoiados por tropas do Exército, cercaram no sábado à noite a casa de Dweik em Ramala, entraram no imóvel e detiveram o político.Dweik, geógrafo de profissão, é o primeiro presidente do Parlamento da Autoridade Nacional Palestina (ANP) membro do Movimento de Resistência Islâmica (Hamas). O político substituiu Rawhi Fattouh, do movimento nacionalista Fatah.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.