UE considera conflito das Malvinas assunto bilateral

BRUXELAS - A União Europeia (UE) considera que as novas tensões entre Argentina e o Reino Unido provocadas pela disputa das Ilhas Malvinas são um assunto dos dois países, afirmou nesta quinta-feira o porta-voz de Catherine Ashton, a chefe da diplomacia comunitária.

19 de janeiro de 2012 | 12h28

"Trata-se fundamentalmente de um assunto bilateral entre o Reino Unido e Argentina", disse Michael Mann na entrevista coletiva diária da Comissão Europeia.

A tensão entre Londres e Buenos Aires pelas Malvinas aumentou nos últimos dias, quando o Governo argentino classificou de ofensivos os comentários feitos pelo primeiro-ministro britânico, David Cameron, que acusou a Argentina de "colonialismo" por sua insistência em reivindicar a soberania sobre as ilhas.

Cameron, segundo informa nesta quinta-feira o diário "The Times", teria aprovado o aumento da presença militar do Reino Unido na região por causas das tensões.

Neste ano, a Guerra das Malvinas, que terminou em 14 de junho de 1982 com a rendição da Argentina, completa 30 anos. No conflito, morreram 255 soldados britânicos e 650 argentinos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.