UE considera sanções contra o Hezbollah

A União Europeia (UE) disse ontem que considera a imposição de sanções contra o grupo xiita libanês Hezbollah, afirmando, porém, que ainda não tem provas suficientes das atividades do movimento na Europa para tomar essa decisão. A Bulgária acusa o Hezbollah de um ataque que matou cinco israelenses no país, em julho. Israel tem pressionado a UE a aplicar sanções contra o grupo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.