UE cria 'cartão azul' para limitar entrada de estrangeiro

Apesar dos apelos de vários países, entre eles o Brasil, a União Européia aprovou um acordo para endurecer a política de imigração e criar o "cartão azul", equivalente ao Green Card americano, e que será dado a um número limitado de trabalhadores estrangeiros qualificados que os europeus julguem necessários para sua economia. Preocupado com a tendência, o Itamaraty defende a criação de um mecanismo para debater o assunto e pede que o tema entre na agenda da cúpula Brasil-UE, em dezembro.O pacote europeu é o primeiro a unificar a política migratória da UE e visa atrair apenas trabalhadores qualificados, expulsar os ilegais e fortalecer as fronteiras a partir de 2011. Hoje, cerca de 600 mil estrangeiros entram por ano de forma ilegal no bloco. No total, os imigrantes sem visto já somam 12 milhões de pessoas e respondem por 8% do PIB europeu.Com o pacote, a UE tenta modificar o perfil da imigração. Nos últimos anos, os imigrantes eram em grande parte parentes de pessoas que já tinham conseguido entrar na Europa. Agora, a UE deixa claro que será a demanda por trabalhadores que ditará a entrada dos novos imigrantes. Só ganharão vistos aqueles que forem julgados necessários para a economia européia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.