UE critica EUA por falta de acordo sobre privacidade

Os Estados Unidos mostram pouco interesse em negociar com a Europa um acordo para proteger dados privados de cidadãos europeus durante investigações de terrorismo, afirmou hoje a comissária de Justiça da União Europeia, Viviane Reding.

AE, Agência Estado

20 de dezembro de 2010 | 19h11

A autoridade lamentou, em comunicado, que Washington ainda não tenha apontado um negociador para um grande acordo sobre proteção de dados destinado a garantir os direitos de privacidade de europeus em futuros casos. Segundo Viviane, há uma aparente "falta de interesse" do lado dos EUA para "falar seriamente sobre proteção de dados".

Preocupado com os direitos de privacidade, o Parlamento Europeu bloqueou em fevereiro um acordo sobre compartilhamento de dados entre a UE e os EUA, levando a negociações que em julho terminaram com um novo acordo.

A UE quer agora estabelecer uma estrutura para a proteção de dados que possa cobrir todos os futuros acordos envolvendo esse tema. No caso dos dados sobre passageiros, por exemplo, esse acordo é crucial para as companhia aéreas da Europa, pois a transferência dessas informações é crucial para as viagens aos EUA. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
privacidadeEUAUEproteção de dados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.