UE critica Israel por novas moradias em assentamentos

A União Europeia (UE) denunciou hoje a decisão de Israel de construir 336 novas unidades habitacionais em assentamentos judaicos na Cisjordânia, anunciada ontem. A UE advertiu que os assentamentos judaicos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental são ilegais perante a lei internacional e constituem obstáculos à paz com os palestinos.

AE, Agência Estado

19 de julho de 2011 | 16h59

Por meio de nota, a UE advertiu que tais ações "vão contra os sucessivos esforços da comunidade internacional para alcançar uma solução pacífica para o conflito". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelpalestinosUEassentamentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.