ROMAN PILIPEY / EFE
ROMAN PILIPEY / EFE

UE debaterá sanções à Venezuela 'nos próximos dias'

países do bloco haviam solicitado à Comissão Europeia uma "lista de opções" a aplicar contra Caracas após instalação de Assembleia Constituinte

O Estado de S.Paulo

08 Setembro 2017 | 13h53

A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, sinalizou nesta sexta-feira, 8, que os 28 países-membros devem iniciar, “nos próximos dias”, o debate sobre as opções do bloco europeu para responder à crise política na Venezuela. A possibilidade de aplicação de sanções está sobre a mesa.

"Entre as opções, estão também algumas indicações sobre as possibilidades de discutir a introdução de medidas específicas. Este debate pode começar nos próximos dias entre os Estados-membros”, anunciou Mogherini, após uma reunião informal de chanceleres europeus em Tallin.

Os países do bloco haviam solicitado à Comissão Europeia uma "lista de opções" a aplicar no caso da Venezuela, país mergulhado há meses em uma crise política agravada pela instalação de uma Assembleia Constituinte em vigor desde agosto.

Mogherini ressaltou que, no momento, a "opção principal" da UE é manter sua "atividade política e diplomática" com seus interlocutores na Venezuela, assim como com seus sócios regionais e no âmbito das Nações Unidas.

A União Europeia se soma a um grupo de países latino-americanos, Espanha, Reino Unido, Estados Unidos e organismos como a OEA e o Mercosul, que não reconhecem a Assembleia Constituinte venezuelana./ AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.