UE decide ratificar acordo histórico contra o tabaco

A União Européia concordou em ratificar o primeiro tratado mundial antifumo, deixando, assim, os Estados Unidos em uma posição isolada na questão. O histórico acordo sobre o controle do tabaco deverá ser adotado na próxima semana, durante a assembléia anual de ministros da Organização Mundial da Saúde (OMS). Entre outros pontos, o tratado determina restrições ou a proibição total de publicidade e marketing e o controle sobre novas embalagens. O objetivo é diminuir a explosão do uso do cigarro e das mortes provocadas pelo tabaco em todo o mundo. Os Estados Unidos, que domesticamente adotam uma das mais rígidas legislações contra o fumo, defendem o direito de os países optarem por cláusulas individuais, o que não está previsto no texto do tratado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.