UE defende julgamento justo para filho de Kadafi

A União Europeia (UE) disse hoje que a Líbia deve trabalhar em conjunto com o Tribunal Criminal Internacional (ICC, na sigla em inglês) para garantir que o filho do ex-ditador Muamar Kadafi, Seif al-Islam, seja julgado de maneira adequada. "As autoridades líbias devem agora garantir que Seif al-Islam seja levado à Justiça de acordo com os princípios de um processo adequado e em cooperação integral com o ICC", disse em comunicado Catherine Ashton, chefe das relações exteriores da UE.

AE, Agência Estado

19 de novembro de 2011 | 15h59

Ela descreveu a prisão de Seif como "um acontecimento muito significativo", devido ao papel essencial que ele teve no regime de Kadafi. O ICC emitiu contra ele uma ordem de prisão por crimes contra a humanidade.

"A Líbia começou um processo de transição democrática após um conflito doloroso e sangrento e quase 42 anos de ditadura", comentou Ashton. "É importante para a futura reconciliação nacional que aqueles responsáveis por violações contra os direitos humanos, cometidas antes e durante o recente conflito, sejam levados à Justiça e que os fatos envolvendo tais violações sejam trazidos à luz". As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.