UE deve ser exigente com Cuba, afirma Zapatero

O primeiro-ministro da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero, disse hoje que a União Europeia (UE) deve ser exigente com Cuba, embora tenha afirmado que é necessário deixar aberto um canal de diálogo com o país caribenho.

AE-AP, Agencia Estado

08 de janeiro de 2010 | 18h07

Zapatero se reuniu hoje com o novo presidente permanente da União Europeia, o belga Herman van Rompuy, e com o presidente da Comissão Europeia, o português José Manuel Durão Barroso. A reunião marcou o início do semestre da presidência rotativa da Espanha na UE.

Zapatero diminuiu as expectativas sobre uma possível alteração da Posição Comum, documento europeu assinado em 1996 e que condiciona relações plenas entre Europa e Cuba a mudanças no sistema comunista da ilha.

"Podemos entender que Cuba não seja uma prioridade para a Europa. Mas é para a Espanha", disse Zapatero em coletiva de imprensa, ao lado de Van Rompuy e de Barroso.

Tudo o que sabemos sobre:
UECubaEspanhaJosé Luiz Zapatero

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.