UE dirá aos EUA que é contra tática de mudança no Iraque

Enquanto os europeus discordam com relação ao modo de desarmar o Iraque, eles são contra a insistência norte-americana com relação à mudança de regime em Bagdá - um dos principais objetivos dos Estados Unidos -, disseram hoje altos funcionários da União Européia (UE), às vésperas de uma viagem a Washington."Estamos deixando bem claro que falamos sobre desarmamento, não sobre uma mudança de regime" em Bagdá, destacou o ministro grego das Relações Exteriores, George Papandreou, que chefiará a missão."Não temos nenhum outro objetivo além do desarmamento", disse ele, após uma reunião de chanceleres da UE. "Todos nós preferimos uma solução pacífica para esse impasse."A Grécia ocupa atualmente a presidência rotativa da UE.Até agora, os líderes europeus evitam falar sobre a derrubada de Saddam Hussein como uma meta a ser atingida. Até mesmo a Grã-Bretanha - principal aliada dos Estados Unidos - condiciona o futuro de Saddam à obediência às exigências do Conselho de Segurança da (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o desarmamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.