UE e EUA discutem medidas na luta antiterrorista em Viena

A Presidência austríaca da União Européia (UE) recebeu nesta quarta-feira em Viena os ministros de Justiça e Interior da Finlândia e dos EUA, e o comissário europeu de Justiça, Franco Frattini, que participarão de uma reunião informal da "troika" da UE com representantes americanos.A reunião, que será presidida pelas ministras austríacas Liese Prokop (Interior) e Karin Gastinger (Justiça), terá como tema central a instauração de um novo passaporte na UE, a pedido dos EUA, que inclui dados "biométricos" para permitir a identificação com máxima precisão a fim de melhorar a luta antiterrorista.O Governo americano enviou à reunião o promotor-geral esecretário de Justiça, Alberto Gonzales, e o subsecretário do Departamento de Segurança nacional, Michael P. Jackson.A Finlândia, que assumirá a Presidência da UE em julho, estará representada por seu ministro do Interior, Kari Rajamaki.O terrorismo será, segundo informaram fontes do Ministério austríaco do Interior, o segundo grande tema da reunião, que acontece na quinta-feira no antigo Palácio Imperial de Viena.Também nesta quinta-feira, Frattini e os ministros do Interior de Áustria, Finlândia e Estados Unidos se reunirão com seus homólogos de Rússia, Alemanha, Eslovênia e Portugal, países que presidirão a UE em 2007.Esta segunda reunião ampliada se centrará na futura cooperação entre UE, Rússia e Estados Unidos nos setores de Justiça e Interior, informaram fontes do Ministério austríaco.Além disso, será analisada a luta contra o terrorismo, contra o crime organizado e a imigração ilegal.Após o encerramento desta reunião, será aberta uma grandeconferência internacional em nível ministerial sob o lema "A segurança interior como elemento nas relações entre a UE e seus vizinhos".Participarão deste encontro ministros do Interior e altosrepresentantes de todos os países da UE e do sudeste da Europa, mais Rússia, Estados Unidos e os países mediterrâneos do Oriente Médio.O objetivo desta conferência é intensificar o diálogo entre UE, os países vizinhos e organizações internacionais para avançar rumo à aplicação da estratégia européia de dar uma dimensão internacional aos setores de Justiça e Interior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.