Virginia Mayo
Virginia Mayo

UE e Reino Unido chegam a acordo sobre período de transição do Brexit 

Londres e Bruxelas anunciam entendimento sobre pontos fundamentais da retirada britânica do bloco, especialmente sobre período de 2 anos em que acordos internacionais devem continuar válidos; fronteira irlandesa ainda é impasse, mas solução estará no texto

O Estado de S.Paulo

19 de março de 2018 | 10h40

BRUXELAS - O negociador chefe da União Europeia (UE) para o Brexit, Michel Barnier, afirmou nesta segunda-feira, 19, que Bruxelas e Londres chegaram a um acordo sobre o período de transição limitado de dois anos depois que o Reino Unido deixar o bloco, em março de 2019.

Comitê britânico sobre o Brexit sugere que saída da UE pode ser retardada

Segundo Barnier, os negociadores trabalharam dia e noite para formularem "uma grande parte do (acordo) que deve constituir a retirada ordenada do Reino Unido (da UE)".

O ministro britânico para o Brexit, David Davis, elogiou o progresso nas negociações, que considerou um "passo significativo" em direção ao acordo final, e disse estar confiante de que a evolução deste fim de semana será endossada pelos líderes europeus em reunião na quinta e sexta-feira.

Davis disse ainda que as partes concordaram que os acordos internacionais devem continuar válidos para o Reino Unido nos mesmo termos que hoje durante o período de transição. Também deve ser criada uma "comissão conjunta" para resolver qualquer disputa que apareça nestes dois anos.

O dia em que Hawking puxou orelha de May pelo Brexit

Pouco antes, Danuta Hubner, legislador britânico que fez parte das negociações, informou que depois de um fim de semana de intensas negociações "foram acertadas as questões sobre a liquidação financeira, os direitos dos cidadãos e a transição e grandes partes das outras questões da separação".

"O que ainda está em aberto é basicamente o ponto sobre regulamentação e Irlanda. Sobre o último, no entanto, recebemos a garantia de que existirá (no texto final do acordo) uma solução que dê garantias e impeça retrocessos", disse Hubner. "Não é preciso dizer, no entanto, que não há um acordo até que tudo esteja resolvido."

Depois dos anúncios, o preço da Libra em relação ao Euro atingiu seu melhor patamar desde 28 de fevereiro, subindo 0,2% e chegando a 0,87 por euro com o otimismo do mercado em relação ao acordo sobre o Brexit. / REUTERS e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.