UE endossa pacote de 34 milhões de euros em ajuda a palestinos

Os governos dos países membros da União Européia (UE) endossaram nesta terça-feira um pacote de 34 milhões de euros em ajuda humanitária emergencial aos palestinos com o objetivo de impedir o agravamento da crise humanitária que atinge a Cisjordânia e a Faixa de Gaza. O pacote de ajuda, que agora precisa da aprovação do Parlamento Europeu, será distribuído por intermédio de agências da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Cruz Vermelha Internacional, informou a Comissão Européia.A votação da matéria pelo Parlamento Europeu está prevista para junho. O dinheiro só poderá ser liberado se a assembléia do bloco aprovar a proposta. Até a suspensão da ajuda, depois que o Hamas assumiu o governo da Autoridade Nacional Palestina (ANP), a UE era o maior doador de recursos aos palestinos. Seu pacote anual de ajuda superava a marca de meio milhão de euros. O corte de financiamento direto, com exceção da ajuda humanitária, à ANP, deve aumentar a crise fiscal do governo palestino nos próximos meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.