UE estuda mais sanções contra Síria e Irã

A chefe de política externa da União Europeia (UE), Catherine Ashton, disse neste sábado que mais sanções contra a Síria e o Irã estão sendo avaliadas. Ela afirmou que a prioridade para UE é oferecer total apoio ao novo enviado da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Liga Árabe à Síria, Lakhdar Brahimi. Ela deve começar a mediar os esforços para acabar com a violência entre o regime do presidente Bashar al-Assad e os grupos de oposição que buscam derrubar seu governo.

AE, Agência Estado

08 de setembro de 2012 | 11h26

Falando a repórteres no fim de uma reunião de ministros de Relações Exteriores da UE em Chipre, Catherine pediu que os grupos de oposição formem uma frente unida contra o regime de Assad, a fim de fazer com todos os sírios se sintam seguros quanto ao futuro.

Quanto ao Irã, ela acrescentou que "fará tudo o que puder" para garantir que o Irã cumpra com as suas obrigações com relação ao seu programa nuclear. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.