UE expande lista de afetados por sanções contra a Síria

Ao adotar uma nova rodada de sanções contra a Síria, tendo em vista o "contínuo uso da violência contra civis", a União Europeia (UE) declarou nesta segunda-feira que vai incluir mais 22 indivíduos e entidades em sua lista de medidas restritivas.

AE, Agência Estado

23 de janeiro de 2012 | 11h22

A UE também reiterou seus pedidos para que o presidente Bashar Assad "deixe o cargo imediatamente para permitir uma transição pacífica e democrática", segundo comunicado da Comissão Europeia divulgado durante um reunião de ministros de Relações Exteriores da UE.

Nos últimos meses, a UE tem promulgado uma série de sanções contra indivíduos e entidades líbios, depois da forte repressão contra manifestantes. Sanções anteriores congelaram os bens de algumas entidades e implementaram proibição para viagens de alguns indivíduos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
UELíbiasanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.