UE inicia conversas para adesão de Montenegro

A União Europeia (UE) vai iniciar negociações de adesão com Montenegro nesta sexta-feira, movimento que visa assegurar às outras nações que o bloco permanece aberto para novos membros, apesar da crise econômica. Autoridades afirmaram que os líderes reunidos em Bruxelas para uma conferência sobre economia assinaram uma recomendação formal para o início das conversas.

AE, Agência Estado

29 de junho de 2012 | 15h05

Apesar da crise financeira, entrar para a UE permanece como o objetivo de todas as nações dos Balcãs que ainda não integram o bloco. A Croácia finalizou as negociações recentEmente, e sua entrada está programada apra o ano que vem. Outros Estados dos Balcãs, Albânia, Bósnia, Macedônia e Sérvia, estão em variados estágios do processo de adesão.

Uma vez que o país candidato é aprovado para negociações, precisa adequar-se a 35 "capítulos, áreas onde precisa aprovar regras e legislação da UE. A maioria dos capítulos lida com questões econômicas ligadas ao complexo mercado interno do bloco. Outros cobrem áreas como direitos humanos, independência do judiciário e corrupção.

O bloco afirmou que vai adotar uma nova abordagem com Montenegro, focando imediatamente na justiça e direitos humanos, em vez de deixar esses assuntos espinhosos para o fim. A UE foi criticada por permitir a adesão da Bulgária e Romênia, em 2007, apesar de atrasos nas reformas do judiciário e no combate À corrupção e ao crime organizado. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
União EuropeiaMontenegro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.