UE insiste que governo unitário palestino reconheça Israel

União Européia pretender preparar uma declaração nesta sexta-feira. 9, apoiando o governo de unidade palestino composto pelos grupos Hamas e Fatah, mas insistindo no reconhecimento de Israel, segundo informações de fontes ligadas ao bloco.As nações da União Européia pretendem reconhecer governo palestino, mas para que isso aconteça é preciso que a nova coalizão acabe com a violência, reconheça Israel e aceite fazer acordos de paz.A declaração assinalará ainda que a União Européia deve voltar a enviar ajuda financeira aos palestinos, caso eles aceitem os termos impostos.O ministro das Relações Exteriores da Suécia, Carl Bildt, disse que os palestinos já estão caminhando em seus acordos com Israel, mesmo com a posição contrária de Hamas."Se antigos acordos forem respeitados, está implícito o direito de Israel existir", disse Bildt, se referindo ao primeiro acordo em 1993, assinado em Oslo, na Noruega, por palestinos e israelenses.No entanto, Israel e Estados Unidos pedem um reconhecimento formal de Israel por parte do novo governo palestino.As conclusões da UE foram tomadas com base mo acordo firmado entre os palestinos em Meca, no mês passado. Líderes franceses disseram que "o governo unitário é o primeiro passo para as próximas ações."A ajuda financeira da Europa havia sido congelada após o Hamas tomar o poder palestino, mas agora o presidente Mahmoud Abbas tenta com que auxílio seja recuperado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.