UE multa Volks por tentar definir preço ao consumidor

A Comissão da União Européia informou, em Bruxelas, que decidiu multar a Volkswagen em 30,96 milhões de euros (US$ 27 milhões) por tentar fixar os preços cobrados dos consumidores finais por seu modelo Passat na Alemanha. Segundo a Comissão da UE, a Volkswagen instruiu as concessionárias da marca na Alemanha a aderirem à regra de "disciplina de preços", entre 1996 e 1997, e a não venderem os modelos redesenhados do Passat a preços abaixo do fixado em tabela. O porta-voz da Comissão, Michael Tscherny, afirmou que a ação da Volkswagen custou potencialmente cerca de 1,6 bilhões de marcos (US$ 700 milhões) aos consumidores, mesmo que o caso envolva apenas um país e um carro específico. Segundo a Comissão, as concessionárias foram ameaçadas de terem seus contratos de distribuição suspensos caso não respeitassem a regra para o modelo, um dos mais vendidos naquela época. "Nós temos uma situação na qual o fabricante tentou estipular o preço final", disse Tscherny. "Essa é uma clara infração das regras de competitividade", completou. Segundo o porta-voz, os consumidores alemães poderiam ter economizado cerca de 4 mil marcos (US$ 1.750) em cada um dos 400 mil Passats vendidos no período. A Volkswagen, que está recorrendo de uma multa por outra violação às regras de competitividade da UE, prometeu apelar da multa, que considerou "excessiva". "Definir preços sempre foi e continuará sendo uma responsabilidade individual dos distribuidores", declarou o porta-voz da VW, Guenther Scherelis. Em julho, a Corte de Justiça Européia multou a montadora alemã em 90 milhões de euros (US$ 77 milhões) por forçar suas concessionárias italianas a não venderem seus veículos para estrangeiros que procuravam preços mais baixos aos encontrados em seus países de origem. A multa foi a maior já imposta a uma companhia pela Comissão Européia. As informações são das agências internacionais.

Agencia Estado,

30 de maio de 2001 | 12h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.