UE não planeja ampliar sanções à Rússia, diz Merkel

UE não planeja ampliar sanções à Rússia, diz Merkel

Nos últimos dias, autoridades internacionais disseram que houve movimentação militar na região ucraniana em conflito

Estadão Conteúdo

11 de novembro de 2014 | 13h37

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse hoje que a União Europeia não tem planos de ampliar sanções econômicas à Rússia, apesar dos últimos relatos sobre movimentação de forças pró-Moscou no leste da Ucrânia.

Nos últimos dias, autoridades internacionais disseram que houve movimentação militar na região ucraniana, incluindo de comboios de artilharia não identificados. Isso ocorre após recentes eleições promovidas por separatistas, que foram consideradas ilegítimas pela UE.

Merkel reiterou que a UE está considerando incluir os vencedores da eleição à atual lista de sanções, mas ressaltou que não há planos de se impor novas punições a Moscou.

Separadamente, a nova chefe de política externa da UE, Federica Mogherini, disse em Berlim que os ministros de Relações Exteriores do grupo vão estudar a possibilidade de reforçar as sanções à Rússia durante reunião, na próxima segunda-feira (17). Ela deixou claro, no entanto, que a questão mais urgente do momento é como apoiar a Ucrânia nos aspectos político e econômico. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
UEsançõesRússiaMerkel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.