UE oferece à Ucrânia pacote de ? 11 bilhões

O presidente da Comissão Europeia, Manuel Barroso, anunciou nesta quarta-feira que a Europa organizou um pacote de ajuda de pelo menos 11 bilhões de euros (US$ 15 bilhões) para a Ucrânia nos próximos anos. A primeira parcela da assistência deve ser liberada nas próximas semanas.

Agência Estado

05 de março de 2014 | 09h32

Durante uma coletiva de imprensa em Bruxelas, capital da Bélgica, Barroso disse que o dinheiro vai dar suporte para a recuperação social e estabilidade econômica após as manifestações que retiraram o ex-presidente Viktor Yanukovych.

Ainda há dúvidas, entretanto, sobre a forma, quantia total a velocidade da liberação dos recursos para a Ucrânia. Até o momento, apenas 610 milhões de euros foram oficialmente aprovados pelos Estados membros da União Europeia (UE). A assistência depende primeiro de um acordo entre o governo da Ucrânia e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

O valor restante ainda vai necessitar de um acordo entre toda a UE e, em alguns casos, até mesmo do Parlamento Europeu. Cerca de 1,6 bilhão de euros foram retirados de empréstimos e assistências financeiras, outros 1,4 bilhão de euros em subsídios e 2 bilhões de euros do Banco Europeu de Investimento. Fonte: Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
UCRÂNIAUEAJUDA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.