UE oferece ''acordo de associação'' à Ucrânia

Em busca de uma estratégia política para reduzir o ímpeto da Rússia no Cáucaso, a União Européia ofereceu ontem à Ucrânia um "acordo de associação" - que não lhe garante a adesão ao bloco, mas amplia a cooperação entre ele e Kiev. A proposta foi formalizada na Cúpula UE-Ucrânia, ontem, em Paris.O "acordo de associação" é uma etapa intermediária do processo de inclusão de um país no bloco. Na prática, ele permite políticas conjuntas em temas como circulação de pessoas, comércio e energia - ponto-chave na dependência ucraniana da Rússia. No caso da Ucrânia, a decisão vinha sendo estudada havia várias semanas, após a deflagração do conflito na Geórgia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.