UE oferece ajuda para projeto de paz na Colômbia

A União Européia (UE) anunciou nesta quinta-feira que oferecerá US$ 30,1 milhões à Colômbia para estabelecer projetos de paz nas zonas mais atingidas pelo conflito no país. O dinheiro será utilizado para financiar programas em cerca de 13 localidades às margens do rio Magdalena Médio, incluindo a cidade de Barrancabermeja, que sofreu os mais fortes confrontos entre os rebeldes e tropas do governo. O comissário de Relações Exteriores da UE, Chris Patten, disse que o dinheiro é a primeira parte do acordo com a Colômbia assinado no ano passado pelos 15 países que compõem a UE, o qual destinou à Colômbia US$ 286 milhões para apoiar as reformas econômicas e democráticas. "Este programa expressa nosso firme apoio ao processo de paz. Nós queremos contribuir para um consenso nacional a favor da paz", assegurou Patten em um comunicado. O acordo entre a UE e a Colômbia foi parte de uma conferência internacional de doadores realizada em Bruxelas no ano passado. O conflito armado no país sul-americano já dura 38 anos e só em 2001 custou 3 mil vidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.