Rungroj Yongrit/Efe
Rungroj Yongrit/Efe

UE pede libertação de jornalista francês sequestrado pelas Farc

Romeo Langlois desapareceu no último sábado após viajar com o Exército colombiano

estadão.com.br,

02 Maio 2012 | 17h38

BOGOTÁ - A Alta Representante dos Assuntos Exteriores da União Europeia (UE), Catherine Ashton, pediu nesta quarta-feira, 2, às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que entreguem o jornalista francês Romeo Langlois como prova de que o grupo parou de praticar sequestros.

Veja também:

link Brasil se dispõe a participar de operação para libertar jornalista francês

link Pelo menos 4 militares morrem e 6 pessoas desaparecem em combate com as Farc

Ela recordou, por meio de um comunicado, que recentemente o grupo guerrilheiro anunciou sua renúncia ao sequestro como forma de obter dinheiro ou de fazer pressão política. "A este respeito, no caso do senhor Langlois, um civil, constitui agora uma prova de sinceridade para a guerrilha", concluiu.

Ashton ainda reiterou seu pedido às Farc para que "prestem finalmente atenção à demanda do povo colombiano por uma paz sustentável no país, na democracia, e com pleno respeito dos direitos humanos".

O francês desapareceu no último sábado, 29, depois de viajar com militares para uma operação de destruição de laboratórios de cocaína em uma zona rural no estado de Caquetá, quando houve um confronto com as Farc.

Um membro da guerrilha teria entrado em contato com um correspondente da rádio colombiana Caracol recentemente e explicado que o jornalista foi detido por portar capacete e colete do Exército, mas que ele obteve cuidados médicos e passa bem.

Com Ansa

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.