UE pode revogar sanções a Cuba

Os chanceleres da União Européia decidem hoje se revogam sanções impostas contra Cuba em 2003, quando o regime condenou 75 dissidentes e executou sumariamente três seqüestradores de uma lancha que pretendiam migrar aos EUA. Fontes diplomáticas européias informaram ontem que o resultado da decisão dos 27 países do bloco deve ser favorável à anulação das sanções, suspensas desde 2005 graças à pressão do governo socialista espanhol. A proposta vem acompanhada da oferta de um diálogo político com Raúl Castro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.