UE pode suspender apoio financeiro à Autoridade Palestina

De acordo com a primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, os países da União Européia não irão financiar a Autoridade Palestina a menos que o Hamas abdique do uso de violência contra Israel.As declarações foram feitas logo após o encontro de Merkel com o premiê interino de Israel, Ehud Olmert, em Jerusalém. Ela deve se encontrar com o presidente palestino, Mahmoud Abbas, mas não com líderes do Hamas.A União Européia é o maior financiador da Autoridade Palestina, com doações de aproximadamente US$ 606 milhões (cerca de R$ 1,3 bilhões) anuais.O quarteto formado pelos EUA, União Européia, ONU (Organização das Nações Unidas) e Rússia, que vem trabalhando no processo de paz no Oriente Médio, deve se reunir em Londres nesta segunda-feira para discutir a inesperada vitória do grupo militante Hamas nas eleições parlamentares da última quarta-feira.Os Estados Unidos já haviam declarado que poderiam suspender sua ajuda anual de US$ 400 milhões após a vitória popular do Hamas. Tantos os EUA como a União Européia classificam o Hamas como um grupo terrorista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.