UE precisa proteger a Moldávia da Rússia, diz Juncker

Jean-Claude Juncker, ex-primeiro-ministro de Luxemburgo e candidato para a presidência da Comissão Europeia, alertou que a União Europeia não pode deixar a Moldávia se tornar a próxima vítima da Rússia.

AE, Agência Estado

23 de março de 2014 | 21h42

"Depois dos eventos na Ucrânia, agora é assunto de grande urgência que os europeus assinem um acordo de associação com a Moldávia muito rapidamente, que seja nas próximas semanas", afirmou ao jornal alemão Welt am Sonntag.

Assim como a Geórgia, a Moldávia iniciou um acordo de associação com o bloco de 28 países em novembro, mas a expectativa é que a assinatura de acordos para laços mais intrínsecos ocorra somente em 2015.

Juncker disse que a União Europeia tem que estabilizar a situação e aproximar o país do Ocidente, senão "a Moldávia pode se tornar a próxima vítima da agressão russa". A Moldávia pertencia à União Soviética e possui uma minoria russa na região de Transnístria. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Moldáviarússiaue

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.