UE pretende comprar gás natural do Irã se sanções contra o país forem levantadas

BRUXELAS - A União Europeia (UE) pretende comprar gás natural do Irã se as sanções impostas ao país forem levantadas com a efetivação de um acordo sobre o programa nuclear iraniano alcançado com as potências mundiais. O plano faz parte da estratégia do bloco de reduzir sua dependência de energia da Rússia, informou Miguel Arias Canete, comissário da UE para Ação Climática e Energia.

Estadão Conteúdo

16 de abril de 2015 | 17h38

Um acordo nuclear entre o Irã e o Ocidente, que deve ser concluído até 30 de junho, abriria "novas possibilidades no futuro", disse Canete em uma conferência dos ministros de Energia da UE em Riga, capital da Letônia.

O Irã possui uma das maiores reservas de gás do mundo, mas a Europa não negocia gás com o Irã desde 2012. Também há a questão de como fazer o transporte do gás para a Europa, o que deve levar à construção de um novo gasoduto ou melhorias nos já existentes.

Os comentários de Canete foram feitos depois que a Gazprom, empresa estatal de gás da Rússia, alertou que uma ação antitruste contra a empresa, levada pela Europa, só causaria o aumento nos preços do gás./ REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
UEIrãgás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.