UE propõe que novas fábricas cortem emissão de CO2

Um comitê do Parlamento Europeu propôs hoje limitar as emissões de gases do efeito estufa por novas fábricas que iniciarem operações a partir de 2015. O comitê quer que as emissões sejam reduzidas para 500 gramas por quilowatt/hora. A medida encorajaria o uso de nova tecnologia que captura e armazena emissões de gás carbônico, já que apenas fábricas utilizando tal tecnologia poderiam atender a exigências rigorosas.Segundo a proposta do painel, a partir de janeiro de 2015, as permissões para as operações de "todas as grandes instalações de geração de eletricidade com capacidade acima de 300 megawatts" terão que limitar suas emissões, segundo a proposta do painel. A proposta precisa do apoio de toda a assembléia do Parlamento e dos representantes dos 27 países membros do bloco europeu para que possa ser aplicada. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.