UE protesta contra bombardeios israelenses

O governo espanhol apresentou, nesta sexta-feira, um protesto formal, em nome da União Européia (UE), às autoridades israelenses, depois dos bombardeios contra edifícios da Autoridade Palestina, lançados enquanto Yasser Arafat se encontrava com o responsável europeu pelas Relações Exteriores, Javier Solana, e o enviado da UE para o Oriente Médio, Miguel Angel Moratinos.Durante um encontro com Solana e Moratinos, Arafat estava falando ao telefone com o chanceler israelense, Shimon Peres, quando começaram a cair foguetes: "Com um ouvido escuto tua voz que me fala da necessidade de um cessar-fogo, e com o outro um míssil que acaba de explodir ao lado de meu escritório", disse o presidente da AP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.