UE quer explicação de Olmert sobre armas nucleares

A Presidência da União Européia (UE) - atualmente nas mãos da Finlândia - acredita que o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, deve esclarecer suas declarações a respeito do possível arsenal nuclear de Israel. "Acho que o senhor Olmert deveria explicar mais detalhadamente o que significa realmente essa informação", afirmou o ministro da Defesa finlandês, Seppo Kääriäinen, em declarações publicadas nesta quarta-feira pelo jornal alemão Berliner Zeitung.O ministro finlandês comentou as recentes declarações de Olmert a uma rede de televisão privada alemã. Na ocasião, o premier israelense comparou seu país à França, aos Estados Unidos e à Rússia, consideradas potências nucleares. "A União Européia acompanhará a reação que essa declaração israelense deve desencadear", disse Kääriäinen.Antes, nas declarações à rede de televisão, Olmert disse que "Israel é uma democracia e não ameaça ninguém". De acordo com ele, "o Irã, por outro lado, ameaça aberta e publicamente riscar Israel do mapa". Embora Olmert tenha minimizado depois essas declarações, ele não conseguiu evitar a criação de uma polêmica em torno do assunto. Em seu país, alguns políticos exigiram sua renúncia, pois ele teria quebrado a conduta comum de todos os governos israelenses em relação ao assunto.Em entrevista coletiva realizada nesta terça-feira, em Berlim, após seu encontro com a chanceler alemã, Angela Merkel, Olmert disse que "Israel não será o primeiro país no Oriente Médio a introduzir armas nucleares".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.