UE reafirma que força deve ser "último recurso"

O documento final da cúpula extraordinária da União Européia (UE), apresentado aos líderes reunidos na capital da Bélgica, sustenta que ?a força deve ser usada apenas como último recurso? na crise iraquiana. O esboço, a que a Ansa teve acesso, reafirma que a guerra ?não é inevitável?, mas destaca que ?as inspeções não podem prosseguir indefinidamente, na ausência de plena colaboração iraquiana?.O esboço com as conclusões da reunião foi elaborado pelos diretores políticos dos Quinze, tendo por base um projeto apresentado pela presidência grega. ?Que Bagdá não se apegue a ilusões?, afirma o documento, cobrando maior cooperação do regime de Saddam Hussein. ?A unidade da comunidade internacional é vital para resolver? a crise iraquiana e ?estamos empenhados com todos os parceiros, especialmente com os Estados Unidos, para desarmar o Iraque?, acrescenta o texto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.