UE reserva até R$ 49 mi para ajudar refugiados iraquianos

A Comissão Européia usará até US$ 18 milhões de euros (R$ 49,6 milhões), para ajudar refugiados vítimas da insegurança crônica no Iraque, disse à Reuters a principal autoridade do setor de migração da entidade nesta sexta-feira, 20.Segundo estimativas, entre 40 mil e 50 mil iraquianos fogem de casa por mês para escapar da insegurança, da falta de serviços, do desemprego e do futuro incerto, segundo o Alto Comissariado da ONU para Refugiados (ACNUR). "É de 18 milhões (de euros), anunciarei hoje", disse Franco Frattini, Comissário de Justiça e Migração da UE. Um assessor de Frattini disse que 11 milhões de euros (R$ 30,3 milhões) serão usados em ajuda humanitária na região, e que países da UE receberão até 7 milhões de euros (R$ 19,2 milhões) para ajudar a receber refugiados. Ministros do Interior da UE debaterão o tema dos refugiados iraquianos nesta sexta-feira. "Vamos debater como implementar uma estratégia de prevenção, porque temos que prevenir fluxos de refugiados, e não somente reagir a eles", disse Frattini. Cerca de metade dos quatro milhões de refugiados iraquianos estão abrigados na Síria e na Jordânia. Este países dizem ser difícil lidar com os gastos. Cerca de dois milhões de iraquianos estão desabrigados dentro do seu próprio país. Uma conferência da ONU concordou na quarta-feira em acelerar a ajuda para refugiados iraquianos. O tipo de ajuda, tanto para os países quanto para os refugiados, será decidido nos próximos meses, disse Antonio Guterres, Alto Comissário da ONU para Refugiados. Mais de 3 mil soldados dos Estados Unidos e dezenas de milhares de civis iraquianos morreram desde a invasão do país, em 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.