UE se nega a classificar Hezbollah de terrorista

A União Europeia negou-se ontem a incluir o movimento xiita libanês Hezbollah em sua "lista de organizações terroristas", rejeitando um pedido de Israel, feito após o atentado contra israelenses na Bulgária. O Hezbollah é uma organização composta por um partido e um braço armado e está "ativa na política libanesa", indicou o chanceler cipriota, Erato Kozaku-Marcullis, cujo país preside atualmente a UE.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.