UE vai enviar 800 milhões de euros para paz na África

O anúncio foi feito durante uma cúpula que reúne líderes dos dois continentes

O Estado de S. Paulo,

02 de abril de 2014 | 13h25

BRUXELAS - A União Europeia informou nesta quarta-feira que vai aumentar os investimentos nos programas que trabalham pela paz e pela segurança na África. O anúncio foi feito durante uma cúpula que reúne líderes dos dois continentes.

Em uma coletiva de imprensa com o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, disse que o bloco de nações vai prover mais 800 milhões de euros (US$ 1,10 bilhão) nos próximos três anos para organizações que promovem a paz na África.

As organizações de paz receberam 1,2 bilhão de euros ao longo da última década da União Europeia (UE), um dinheiro que é utilizado de suporte e resolução de conflitos. A UE intensificou a sua função de segurança na África, muitas vezes trabalhando ao lado de forças africanas para acabar com conflitos internos.

A cúpula África-UE, que reúne cerca de 20 chefes de governo, começou nesta quarta-feira e dura dois dias. O evento é copresidido pelo presidente francês, François Hollande, pelo presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, e pelo presidente da Mauritânia e da União Africana, Ould Abdel Aziz. / Dow Jones Newswires

Tudo o que sabemos sobre:
União EuropeiaÁfricapaz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.