UE vai proibir importação de frango da Tailândia

A União Européia (UE) vai proibir as importações de carne de frango da Tailândia, seguindo a notícia de que dois meninos estariam infectados pela influenza aviária na nação do Sudeste Asiático, informou um representante da UE. Autoridades européias devem fazer o anúncio oficial do embargo no decorrer da manhã. Ao lado do Japão, o bloco europeu de 15 nações é o maior importador de carne de frango tailandesa. O Japão anunciou ontem que estava proibindo as importações tailandesas. "Dois casos de gripe do frango foram confirmados, um menino de Suphanburi e o outro da província de Kanchanaburi", disse o ministro da Saúde Pública, Sudarat Keyuraphun. O porta-voz da Comissão de Agricultura da UE, Gregor Kreuzhuber, disse ontem que se a doença fosse confirmada na Tailândia, a UE proibiria as importações. Os produtores tailandeses disseram por mais de uma semana que milhões de frangos estavam morrendo na nação vítimas da doença. No entanto, até hoje, o governo insistiu em negar que as aves estavam sofrendo de cólera aviária - doença que representa risco ao homem. A Tailândia está entre os cinco maiores exportadores mundiais de carne de frango. No ano passado, a nação exportou 540 mil toneladas de frango avaliadas em 50 bilhões de bahts, de acordo com a Associação dos Exportadores de Frango da Tailândia. A influenza aviária já matou cinco pessoas no Vietnã e infectou milhões de frangos na Coréia do Sul, Japão e Vietnã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.