Último herdeiro do império austríaco é enterrado

Otto von Habsburg-Lorraine, filho mais velho do último imperador da Áustria, foi elogiado neste sábado como um apaixonado defensor de uma Europa unida na missa que antecedeu o seu enterro em uma cripta reservada para ex-governantes do país. A cerimônia na catedral de St. Stephen, em Viena, evocou a grandiosidade da era imperial austríaca, a dinastia Habsburgo, de 640 anos.

AE, Agência Estado

16 de julho de 2011 | 14h32

A igreja gótica estava cheia e a cerimônia incluiu o entoamento de um hino imperial. Habsburg, que morreu em 4 de julho, aos 98 anos, no sul da Alemanha, foi banido da Áustria junto com o restante de sua família depois do colapso do império, em seguida à Primeira Guerra Mundial. A família então fugiu para outros países da Europa.

O caixão de Habsburg e o de sua esposa, Regina, que morreu no ano passado, serão levados no fim do dia para a Cripta Imperial, o local do descanso final para membros da dinastia Habsburgo desde 1632 e uma importante atração turística de Viena. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Áustriaimperadorenterro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.