EFE
EFE

Últimos observadores da ONU na Síria deixam o país

ONU reconheceu que tentativas internacionais de reduzir violência e acabar com uso de armas pesadas pelo governo sírio fracassaram

AE, Agência Estado

18 de agosto de 2012 | 09h38

DAMASCO - Juliette Touma, porta-voz da organização das Nações Unidas (ONU), informou neste sábado, 18, que os últimos observadores que ainda estão na Síria começaram a deixar o país. A missão dos observadores da ONU oficialmente termina à meia-noite deste domingo, 19. 

Segundo Touma, o restante dos observadores sairá do país em algumas horas. Há cerca de 100 observadores da ONU ainda na Síria, um terço do número atingido no auge da missão, no início deste ano.

A saída dos observadores ocorre depois de o Conselho de Segurança da ONU concordar em encerrar a missão e apoiar um novo pequeno escritório de contato que dará suporte para futuros esforços de paz. 

O órgão supremo da ONU reconheceu que as tentativas internacionais de reduzir significativamente a violência e acabar com o uso de armas pesadas pelo governo sírio - condições estabelecidas para uma extensão da missão - fracassaram. 

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaONUobservadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.