´Um carro para cada um é loucura´, diz Chávez no Guardian

O jornal britânico The Guardian trouxe nesta segunda-feira um artigo do presidente venezuelano Hugo Chávez questionando o excesso de carros nas grandes cidades do mundo. "Em 96% dos veículos - carros para seis pessoas e os menores, para quatro - você só vê uma pessoa, a que está dirigindo. (...) Todo mundo quer ter um carro e dirigir pelas ruas feito um idiota: sozinho no seu carro, queimando litros e litros de combustível, poluindo a atmosfera", afirmou Chávez.Para o presidente, a culpa é da "propaganda capitalista" com a qual somos bombardeados pela televisão desde crianças. "A TV nos mostra que pessoas decentes são bem vestidas e têm carros de luxo. (...) O setor automotivo dos Estados Unidos sozinho consome muito mais combustível que todos os países do Caribe juntos. Isso é insustentável."Hugo Chávez lembra que a Venezuela tem estudado o assunto devido a seu status de grande produtor de petróleo, com a ajuda de especialistas e dos centros de pesquisa da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), da qual o país faz parte. O presidente venezuelano questiona: "Um carro para cada um? Nosso planeta não agüentará isso - um modelo de capitalismo extremamente individualista e de um consumismo egoísta. O destrutivo desenvolvimentismo, como é chamado, destrói o planeta e é, francamente, uma estupidez."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.