Um índice com as reações oficiais ao início da guerra

O presidente russo Vladimir Putin fez um pronunciamento duro, exigindo o fim imediato dos ataques dos Estados Unidos ao Iraque. O Senado australiano aprovou moção pela volta imediata dos 2 mil soldados enviados para lutar ao lado dos americanos e ingleses. A Suíça vetou o uso de seu espaço aéreo por aviões militares e suspendeu as exportações militares a todos os países que participam da guerra ao Iraque. Japão e Espanha se manifestaram a favor dos ataques. Veja um índice com as reações oficiais ao início da guerra ao Iraque: » Putin, da Rússia, exige fim imediato de ataques » Suíça proíbe uso de espaço aéreo por aviões militares » França pede proteção para civis iraquianos » Chirac teme catástrofe humanitária no Iraque » Mundo vive momento triste, diz União Européia » Turquia diz opor-se a ataque dos EUA no Iraque » Senado australiano determina retorno imediato de soldados » Alemanha se declara consternada com início do ataque » Comissário da ONU faz apelo pela vida de civis » Árabes temem que os EUA ataquem outros países » Líder paquistanês conclama à guerra santa contra os EUA » Vaticano diz que papa está rezando pelo povo iraquiano » Manifestantes protestam pelo mundo contra a guerra Os países que defendem o ataque:» Japão apóia ataque e promete ajuda a refugiados » Atuamos dentro da lei, defende o espanhol Aznar » Blair é comunicado sobre o início da guerra » Leia a íntegra do discurso de guerra de Bush Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.