Um lençol de neve volta a cobrir a Europa

A neve voltou a cobrir grandes partes da Europa - Inglaterra, Irlanda, França e Bélgica principalmente. Até o que deveria lembrar uma selva tropical, o Longleat Safari Park, na Inglaterra, está sob um lençol de neve, transformando o habitat de leões e tigres em cartões postais exóticos. Mas o país mais atingido, hoje, era a Bélgica, onde a neve pesada que caiu durante a manhã provocou congestionamentos monstros e o cancelamento dos serviços públicos de transporte.Os caminhões de sal, que deveriam ajudar a desobstruir as vias, foram colhido pelos engarrafamentos nas rodovias de Bruxelas e outras cidades.?Os caminhões de sal estavam prontos, mas a nevasca coincidiu com a hora de pico do trânsito?, disse o policial Luc van deSande a rede de televisão VRT.As ferrovias belgas cancelaram a maioria das viagens e os trens que ainda trafegam estão apresentando grandes atrasos. Em Bruxelas, o transporte urbano foi suspenso às 9 horas (5 horas de Brasília). E, ao meio-dia, pelo menos metade dos vôos que deveriam decolar da capital foram cancelados ou retardados. A nevasca também causou corte de energia elétrica em cidades do oeste da Bélgica.Na França, a região mais atingida foi a Bretanha, coberta por mais de 60 centímetros de neve e sem energia elétrica. Outras regiões chegaram a 30 centímetors.A nevasca transformou a tempestuosa paisagem da costa atlântica da Bretanha num cenário invernal, inusual mesmo nesta época do ano. O distrito de Morbihan, oeste de Rennes, sofreu pane no abastecimento de energia, deixando cerca de 30.000 casas sem eletricidade.Caminhões com peso acima de 3,5 toneladas e ônibus escolares foram impedidos de transitar na região, por causa do estado escorregadio das rodovias.O serviço de meteorologia francês emitiu um alerta para amanhã, estendendo a previsão de nevascas até regiões sulinas como Gironde, onde está localizada Bordeaux.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.