Um massacre em Srebrenica

Mladic, capturado em maio de 2011, enfrenta duas acusações de genocídio - uma decorrente da campanha de limpeza étnica e outra do massacre perpetrado no auge da guerra, quando seus soldados dominaram um pequeno contingente das forças de paz da ONU em Srebrenica. Cerca de 8 mil homens e meninos desarmados foram assassinados no decorrer de vários dias, em julho de 1995, em crimes que foram retratados como atos de vingança pela morte de sérvios nas mãos de muçulmanos.

O Estado de S.Paulo

17 Maio 2012 | 07h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.