Um morto e 25 desaparecidos em dois naufrágios no Japão

Um marinheiro morreu e 25 desapareceram em dois naufrágios no litoral oriental do Japão nesta sexta-feira, devido aos temporais decorrentes da passagem de dois tufões que atingiram o leste e sul do país.O morto e nove dos desaparecidos eram tripulantes do cargueiro panamenho Giant Step, de 98.587 toneladas, que sofreu um incêndio e encalhou quando estava na costa de Kamisu, na província de Ibaraki, informou a Estação de Segurança Marinha local citada pela agência "Kyodo".Treze dos 26 marinheiros do Giant Step (25 indianos e um paquistanês) foram varridos do convés do navio pelas fortes ondas e quatro deles foram resgatados após nadarem até a terra.No entanto, um marinheiro indiano do grupo morreu pouco após ser hospitalizado e outros dois estão internados em estado grave, segundo a informação.Os outros tripulantes do navio, que permaneceram a bordo, foram resgatados mais tarde.Os serviços da guarda-costeira disseram que aconteceu um incêndio a bordo do navio cargueiro e que ele ficou sem combustível quando o fogo foi apagado.Após ficar à deriva por um tempo e ser arrastado pela tempestade, o Giant Step encalhou em águas de apenas 16 metros de profundidade e o casco se partiu em dois.Devido à tempestade, as lanchas guarda-costeiras não puderam procurar durante a madrugada os nove desaparecidos.O cargueiro transportava 190 mil toneladas de minério de ferro da Austrália para o porto de Kashima, em Ibaraki.O outro naufrágio, no qual 16 marinheiros desapareceram, ocorreu mais ao norte, no litoral da província de Miyagi, quando um pesqueiro encalhou também por causa dos ventos fortes decorrentes da passagem dos tufões Babinca e Rumbia no litoral do Japão.Segundo informou hoje o serviço da guarda-costeira, o pesqueiro Chiyo Maru 7, com base na localidade de Kesennuma, na província de Miyagi, não conseguiu superar o mar revolto e perdeu contato já no começo da noite.Os guardas-costeiros, citados por "Kyodo", acreditam que 13 dos 16 desaparecidos, todos marinheiros locais, conseguiram abandonar o navio em um bote salva-vidas, mas relataram que ainda não encontraram nem eles, nem os outros três tripulantes do Chiyo Maru.O Observatório Meteorológico de Sendai, próximo à área, indicou que a costa de Miyagi foi castigada por ventos de até 108 km/h.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.