Um problema na Atenas pré-Olimpíadas: seus habitantes

Eles construíram passeios esplendidos em torno dos monumentos antigos, repavimentaram ruas e arrasaram outdoors que poluíam a linha do horizonte de Atenas. Mas o verdadeiro desafio, dizem os funcionários envolvidas na operação plástica, foi deixada para o fim ? persuadir os 4 milhões de habitantes da cidade a mudar seus hábitos caóticos antes do início das Olimpíadas, em 13 de agosto.O chefe de um projeto maciço pré-Jogos para embelezar a cidade apela às pessoas para que pintem as fachadas de seus blocos de apartamentos e comecem a estacionar nos locais apropriados antes que a atenção do mundo se volte para a cidade.?Ficamos muito chateados quando nosso trabalho é desperdiçado pelo comportamento das pessoas?, diz Giannis Kalantidis, chefe do escritório de maquiagem, oficialmente chamado Unificação dos Sítios Arqueológicos de Atenas.?Espaços reservados para cegos são ocupados por carros estacionados, motocicletas e mesas de restaurante?, diz. E, principalmente, Kalantidis insta os moradores de prédios de apartamentos da cidade à por em ordem as fachadas sujas.?Até o fim do mês, 260 frentes de prédios estarão pintadas. Mais e mais pessoas estão nos apoiando?, diz. ?Mas em Barcelona (antes das Olimpíadas de 1992), eles pintaram 44.000 prédios. Não estou tão otimista aqui.?Embora o governo ofereça apoio financeiro para a melhoria dos prédios do centro da cidade, todos os donos de apartamentos precisam concordar com a pintura da fachada.O projeto de restauração é o maior em Atenas desde que a Grécia conquistou sua independência do Império Otomano, cerca de 170 anos atrás, quando os principais edifícios públicos e avenidas da cidade foram construídos.Planos originais de reconstruir uma cidade modelada nas grandes capitais européias provaram-se demasiadamente ambiciosos para a época. A população da cidade inchou nas últimas décadas, pressionando os serviços públicos acima do limite e encorajando uma mentalidade livre, na qual regras e ordem estão em último lugar.Antes das Olimpíadas, Atenas terminará as obras de restauração das ruínas de 2.500 anos do Partenão e outros monumentos antigos, reformará seus museus, embelezará as praças principais e limpará as ruas principais dos carros estacionados.Kalantidis diz que cerca de 2.500 outdoors foram removidos dos prédios do centro e que mais 5.500 estão destinados a sair.?As pessoas insultam você quando você está esburacando a rua e dão tapinhas nas suas costas quando a obra está pronta?, ele diz. ?Mas as coisas foram pior no começo. As obras tornaram as pessoas ? devo dizer ? mais civilizadas.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.